GP do Azerbaijão: Leclerc fatura pole em sessão marcada por batidas

 

Monegasco superou Hamilton e Verstappen para garantir segunda pole de 2021; Tsunoda, Sainz, Stroll, Giovinazzi e Ricciardo protagonizaram os incidentes da classificação

Por Redação ge — Baku, Azerbaijão

 

Em uma classificação movimentada neste sábado no GP do Azerbaijão, foi Charles Leclerc, da Ferrari, quem levou a melhor, garantindo com a marca de 1m41s218 sua segunda pole position de 2021 – a primeira em Mônaco. A sessão, que chegou a ser interrompida três vezes com as batidas de Lance Stroll, Antonio Giovinazzi e Daniel Ricciardo, esquentou nos últimos dois minutos até Yuki Tsunoda, da AlphaTauri, acionar a bandeira vermelha que encerrou o classificatório precocemente. Companheiro de Leclerc, Carlos Sainz também bateu no final, mas garantiu a quinta colocação.

Sem tempo para novas tentativas, Lewis Hamilton, da Mercedes, completa a primeira fila do grid de largada, anotando 1m41s450. Max Verstappen, da RBR, foi o terceiro colocado a 0s3 do monegasco e largará ao lado de Pierre Gasly, da AlphaTauri, líder do último treino livre em Baku.

A largada do GP do Azerbaijão, em Baku, será às 9h deste domingo, no horário de Brasília. O ge acompanha a etapa em tempo real.

 

Lando Norris, sexto colocado, foi punido com três posições por desrepeitar uma das bandeiras vermelhas da sessão, e largará em nono no domingo. Ele também recebeu três pontos na superlicença, chegando a um total de oito dos 12 que podem gerar suspensão. Sergio Pérez, colega de Verstappen na RBR, classificou-se em sétimo lugar à frente de Tsunoda, que apesar da batida, manteve a oitava colocação seguido por Fernando Alonso, da Alpine – em seu melhor sábado até agora. Em um dia discreto, Valtteri Bottas, colega de Hamilton na Mercedes, completou as dez primeiras posições.

 

Os três primeiros

LECLERC: “Acho que foi uma ******* de uma volta! Não esperava ser tão competitivo como estamos hoje, pensei que estava melhorando, antes da bandeira vermelha – mas estou feliz mesmo assim!”.

HAMILTON: “Definitivamente não esperávamos isso. Estou muito orgulhoso de todos. É um grande, um ótimo começo. Este é um grande salto, graças a uma grande equipe”.

VERSTAPPEN: “Foi apenas uma qualificação estúpida, para ser honesto, mas é o que é. Esse é um circuito de rua, então essas coisas podem acontecer. Nosso carro é forte, então espero que amanhã possamos marcar bons pontos”.

 

Q1 – 18 minutos e cinco eliminados

Algoz de Charles Leclerc no segundo treino livre, na sexta-feira, e de Max Verstappen no último treino, neste sábado, a curva 15 fez outras duas “vítimas” nos dez primeiros minutos do Q1: Lance Stroll, que bateu no primeiro minuto do classificatório, e Antonio Giovinazzi. Por outro lado, a bandeira vermelha deu mais tempo para os mecânicos da Williams trocarem o motor de George Russell por conta de uma falha na bomba d’água.

 

Entre as duas bandeiras vermelhas, Max Verstappen havia estabelecido a lidernça provisória com 1m41s760, mas no minuto final, Lewis Hamilton superou a marca do rival no último setor e pulou pra ponta marcando 1m41s545, 0s2 mais rápido. Russell garantiu sua sexta participação no Q2 em 2021 recebendo a bandeirada em 13º, jogando o companheiro Nicholas Latifi para a zona de eliminação.

Eliminados

16º NICHOLAS LATIFI (WILLIAMS)
17º MICK SCHUMACHER (HAAS)
18º NIKITA MAZEPIN (HAAS)
19º LANCE STROLL (ASTON MARTIN)
20º ANTONIO GIOVINAZZI (ALFA ROMEO)

 

Q2 – 15 minutos e cinco eliminados

Na saída para a pista, Sebastian Vettel entrou no caminho de Sergio Pérez, que esbravejou no rádio com o engenheiro da RBR. O mexicano conseguiu superar a marca de Hamilton e pulou para a ponta, anotando 1m41s630 até Nos últimos minutos, o novato Yuki Tsunoda surpreendeu e surgiu em quarto lugar, com 1m41s654, empurrando Vettel para a zona de eliminação em 11º e garantindo as duas AlphaTauris no Q3 – com Pierre Gasly em oitavo. A sessão foi interrompida precocemente quando Daniel Ricciardo, que vinha em 13º, bateu na curva 3. Fernando Alonso ficou com a última vaga para a fase final da classificação, em décimo.

Eliminados

11º SEBASTIAN VETTEL (ASTON MARTIN)
12º ESTEBAN OCON (ALPINE)
13º DANIEL RICCIARDO (MCLAREN)
14º KIMI RAIKKONEN (ALFA ROMEO)
15º GEORGE RUSSELL (WILLIAMS)

 

Q3 – dez minutos e disputa pela pole

Com os melhores segundo e terceiro setores, Charles Leclerc assumiu a pole position provisória marcando 1m41s218, seguido por Verstappen e Sainz. Hamilton melhorou a própria marca na última parte da pista, mas subiu apenas para a segunda colocação, a 0s2 do monegasco enquanto Gasly pulou para a quarta posição, 0s3 atrás de Leclerc. Nos segundos finais, porém, Tsunoda e Sainz bateram na curva 3, o que fez com que a sessão fosse encerrada com a bandeira vermelha que garantiu o posto de Leclerc.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Open chat
Posso lhe ajudar?