Estudo diz que leite materno produzido por mães vacinadas, possui anticorpos contra a Covid-19

Um estudo publicado na última segunda-feira (12), na revista científica americana “The Journal of the American Medical Association (JAMA), identificou dois anticorpos específicos contra o novo coronavírus (IgA e o IgG) no leite materno produzido por mulheres que receberam a vacina.
Estudos preliminares apontam sinais otimistas da segurança das vacinas em crianças, grávidas e mães que amamentam. Esdes estudos também indicam que o o bebê nasce com anticorpos contra a Covid-19 após mãe ser vacinada.
Os pesquisadores avaliam que o leite materno pode ser uma fonte de anticorpos contra a Covid-19 para os recém-nascidos, mas a conclusiva afirmação dessa possibilidade ainda requer mais estudos específicos.
Os estudos até o momento ainda não podem concluir, que bebês que tomem do leite materno com anticorpos fiquem, de fato, protegidos contra a Covid-19.
“Os anticorpos encontrados no leite materno dessas mulheres mostraram fortes efeitos neutralizantes, sugerindo um potencial efeito protetor contra infecção em bebês”, afirmam os cientistas no artigo sobre a pesquisa.
Para chegar aos resultados que confirmaram a presença dos anticorpos no leite, os pesquisadores acompanharam um grupo de 84 mulheres em Israel entre 23 de dezembro de 2020 e 15 de janeiro deste ano.
Todas as participantes receberam as duas doses do imunizantes fabricado pela Pfizer-Biontech respeitando o intervalo de 21 dias entre as doses. As amostras de leite materno foram colhidas antes e depois da administração da vacina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *