STF rejeita recurso da PGR e confirma decisão do ministro Edson Fachin que anulou condenações do ex-presidente Lula

Nesta quinta-feira (15), por 8 votos a 3, o plenário do STF rejeitou o recurso da Procuradoria-Geral da República (PGR) que buscava reverter a anulação das condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva impostas pela Justiça Federal do Paraná, na Operação Lava Jato.
Desta forma o STF confirmou a decisão do ministro Edson Fachin, que anulou condenações de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no âmbito da Operação Lava-Jato em Curitiba.
A anulação refere-se as penas impostas ao
 ex-presidente nos casos do tríplex do Guarujá e do sítio em Atibaia e, desta feita, devolve a Lula os direitos políticos, tornando o ex presidente elegível novamente.
Oito ministros (Fachin, Alexandre de Moraes, Rosa Weber, Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Cármen Lúcia e Luís Roberto Barroso) votaram pela rejeição do recurso e três pela aceitação (Nunes Marques, Marco Aurélio Mello e Luiz Fux).
O julgamento terá continuidade no próximo dia 22 com a apreciação da suspeição do ex-juiz Sergio Moro, cuja atuação ao condenar o ex-presidente foi considerada parcial pela Segunda Turma do STF.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *