Segundo lote de insumos da China para produção de vacinas devem chegar ao Brasil até dia 10

O Governador João Doria confirmou nesta segunda-feira (1º) a liberação de um segundo lote de 5,6 mil litros de insumos na China para a produção de mais 8,7 milhões de doses da vacina do Instituto Butantan no Brasil. Os insumos tem  chegada está prevista para o próximo dia 10.
“Acabamos de receber a informação de que o Governo da China liberou a exportação de mais 5,6 mil litros dos insumos da vacina do Butantan. Portanto, com isso, teremos mais 8,7 milhões vacinas em São Paulo, com chegada prevista até o dia 10 de fevereiro”, afirmou o Governador.
Na quarta-feira (3), o Butantan deverá receber o primeiro lote com 5,4 mil litros de IFA (Insumo Farmacêutico Ativo) previsto para este mês. A carga foi enviada pela biofarmacêutica Chinesa Sinovac, possibilitará a produção de 8,6 milhões de doses do imunizante em São Paulo.
Segundo o Diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, as vacinas produzidas com o lote de insumos que chega nesta semana começarão a ser entregues ao Ministério da Saúde no próximo dia 25. Com as duas cargas de insumos, a produção local deverá chegar a 600 mil doses por dia em São Paulo.
“É importante mencionar que já temos um outro pedido em andamento de 8 mil litros adicionais. A produção com esse quantitativo de matéria-prima prosseguirá muito rapidamente”, afirmou Covas.
Até o final desta semana, o Butantan e o Ministério da Saúde deverão confirmar um acordo para entrega de 54 milhões de doses adicionais, além das 46 milhões de doses da vacina já estabelecidas em contrato.
“Isso vai nos permitir chegar a um total de 100 milhões de doses. Nossa programação é que possamos entregar essas doses até o começo de agosto. Estamos trabalhando a todo vapor para que, rapidamente, as doses sejam produzidas assim que a matéria-prima chegar a partir de quarta-feira”, afirmou o Diretor do Butantan.
Na última sexta-feira (29), São Paulo entregou ao Ministério da Saúde um lote com 1,8 milhão de doses, completando o total de 8,7 milhões de vacinas até 31 de janeiro, cumprindo assim o cronograma estabelecido pelo Governo Federal.
Até a tarde desta segunda-feira, o Vacinômetro de São Paulo( aplicativo de acompanhamento da vacinação em tempo real ) registrava pouco mais de 422 mil pessoas imunizadas entre trabalhadores da saúde, indígenas, quilombolas, idosos residentes em instituições de longa permanência e pessoas com deficiência. Neste mês de fevereiro o Governo de São Paulo começará a imunizar idosos.
Do total de vacinas disponíveis no país até o momento, 80% foram fornecidas pelo Butantan. O Governo de São Paulo já distribuiu 1,2 milhão de doses e a vacinação no Estado começou em 17 de janeiro, com a imunização de profissionais de Saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *