Ruas vazias e blitzes na primeira noite do toque de recolher na fase emergencial do Plano São Paulo

O primeiro dia do toque de recolher na zona leste da capital paulista começou com ruas quase vazias. Poucas pessoas circulavam apósas 20h , horário de inicio do toque de recolher, que vai até as 5h. A maioria das pessoas que estavam nas ruas no período, voltava do trabalho ou de algum tipo de aula.
A Polícia Militar também realizou blitze para orientar quem ainda não estava seguindo as regras impostas pelo governo estadual, nesta fase emergencial da fase vermelha do Plano São Paulo.
No período do toque de recolher, das 20h às 5h, o comércio em geral não pode funcionar, exceto farmácias. Padarias e restaurantes podem funcionar em horário normal, mas sem consumo do alimento no local, apenas no sistema delivery.
No bairro do Tatuapé, também na zona leste de São Paulo, a praça Silvio Romero, local bastante conhecido de concentração de pessoas, sobretudo jovens, com intenso comércio no local e no entorno estava bem diferente do habitual no período do toque de recolher.
Por volta das 21h30, no local praticamente só havia policiais militares, realizando uma blitz de orientação às poucas pessoas que circulavam a pé.
O capitão Carlos Armando, do 8º Batalhão da PM, comandava a blitz de orientação na praça Silvio Romero. De acordo com o capitão, quase a totalidade das pessoas abordadas na blitze, estavam retornando do trabalho, outras indo à farmácias ou mercados. “As pessoas estão sendo receptivas. Inclusive um grupo de ciclistas, que saiu da praça após os abordarmos e orientar a não permanecer no local”.
O toque de recolher, medida da fase emergencial da quarentena, segue atendia 30 e a Polícia vai continuar realizando blitzes de orientação à população.
A fiscalização à estabelecimentos que possivelmente possam estar desrespeitando as determinações do governo estadual, será continuada e rígida, até o término da vigência das fases emergencial e vermelha do Plano São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *