Renault focará em modelos rentáveis

A pandemia tem levado marcas a cuidar ainda mais de sua saúde financeira. Luca De Meo assumiu o comando mundial da Renault há seis meses e anunciou seu plano “Renaulution”
Ampliará arquiteturas integradas com a Nissan e terá atuação mais focada em rentabilidade do que em participação de mercado.
Como os grupos automobilísticos estão muito pressionados em meio a crescentes custos de desenvolvimento de novas tecnologias, veículos elétricos, mobilidade autônoma e a própria evolução da linha atual de produtos, o movimento estratégico é crescer menos ou até encolher.
A Renault lidera a comercialização acumulada em 10 anos para frotistas e compradores individuais de elétricos na Europa. Mas, o departamento financeiro dará as cartas ainda com maior rigor de agora em diante.
Também se aplica ao Brasil e desde o ano passado a meta da marca francesa de alcançar 10% de participação deixou de ser a prioridade.
A marca ira anunciar um novo ciclo de investimentos no Brasil. O que se sabe até agora: foco nos “andares” de cima do mercado, sinergias com a Nissan e motores turbo flex visando diminuição de consumo de combustível e emissões.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *