Polícia do RJ prende o vereador Doutor Jairinho e sua esposa Monique pela morte do menino Henry

Exatamente um mês após a morte do menino Henry a polícia do Rio de Janeiro prendeu na manhã desta quinta-feira (8), o vereador doutor Jairinho e sua esposa Monique, mãe de Henry.
O casal é acusado de ser responsável pela morte do menino de 4 anos, que segundo funcionários do hospital que recebeu o menino  no dia do ocorrido, Henry chegou sem vida ao hospital.
A perícia apontou que o menino morreu por hemorragia causada por rompimento do fígado, mas também tinha lesões no pulmão, rim, além de lesões na cabeça.
Segundo doutor Jairinho e a mãe de Henry, o casal teria acordado na madrugada e encontrado o garoto caído no chão de seu quarto, com os olhos revirados e sem respirar.
A polícia realizou reconstituição do crime e apreendeu celulares do casal para investigação.
De acordo com informações da polícia, com o resultado da perícia, Henry teria sofrido sessões de tortura, tendo recebido chutes, socos e pancadas por todo o corpo e também na cabeça.
As agressões teriam sido cometidas por doutor Jairinho, que já tinha histórico de agressão à crianças, como afirmou uma ex-namorada do vereador, que relatou a polícia que Jairinho também teria agredido outra criança, filha dela , no tempo em que a mulher mantinha um relacionamento com doutor Jairinho.
A polícia declarou ainda que as investigações comprovam as agressões e a culpa do vereador e que a mãe do menino estava ciente das agressões e nada fez.
O casal está preso em uma delegacia no bairro da Barra da Tijuca, na cidade do Rio de Janeiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *