Namoro e Trabalho

PROFESSOR DA FGV E ESPECIALISTA EM CARREIRA APONTA COMO OS CASAIS PODEM TER SUCESSO TRABALHANDO JUNTOS

Ah, o amor ! A explosão que arrebata e nos tira o pensamento de tudo que não seja a amada, o amado. A vontade de estar junto o tempo todo.

Mas quando esse tempo todo inclui o trabalho?
Muitas relações terminam quando o namoro invade a vida profissional. A cumplicidade favorece, mas o excesso de proteção, o ciúme e até mesmo a falta de privacidade podem atrapalhar a relação amorosa e profissional. O professor de MBA da FGV, Luciano Salamacha, dá importantes dicas aos casais apaixonados que trabalham juntos e querem ter sucesso nessas duas relações importantes.
 
* Não queira que as pessoas que trabalham ao seu redor tenham mesmo grau de interpretação sobre o profissionalismo entre você e seu parceiro/parceira. Há um preconceito sobre como as pessoas que têm relacionamentos no trabalho se tratam dentro da empresa. Por exemplo: agir com carinho com colega é cordialidade. Agir com carinho com a pessoa que se tem relacionamento é misturar ambiente profissional com relacionamento amoroso.
 
* Evite debates direto com seu parceiro ou parceira dentro da empresa. E, se isso, for inevitável procure sempre estabelecer e exercitar que, quem está falando  para você não é seu namorado, namorada, mas seu, sua colega de trabalho.
 
* Realize as reuniões na empresa de maneira pública, ou seja, sempre com a presença de outras pessoas. Toda vez que houver uma conversa particular, ainda que seja totalmente profissional, é plausível que alguém pense que se trata de assunto amoroso.
 
* Estabeleça um pacto com seu parceiro ou parceira que assuntos profissionais não serão debatidos fora da empresa, assim como assuntos pessoais não serão debatidos dentro da empresa. O relacionamento fora e dentro da empresa será mais saudável.
 
* Não dê ouvidos a comentários maldosos de colegas, sobre seu relacionamento dentro da empresa. Leve em consideração a opinião de gestores, chefes imediatos ou de pessoas que realmente você sinta que são amigas e reavalie se algo sinalizar que a carreira está em cheque.
 
* Converse com seu parceiro, sua parceira sobre a importância do  desempenho profissional de cada um e quais metas individuais têm para se alcançar na empresa. Duas pessoas afinadas nesse propósito podem crescer muito e juntas.
 
* Se antecipe a certas situações. Combinar com o parceiro, parceira, como deverão se comportar num momento de crise, pode ser útil para não cair na armadilha da pessoalidade.
 
 
* Interprete situações como o se seu parceiro ou sua parceira fossem apenas colegas. De que forma você agiria?
 
O professor Luciano Salamacha,  afirma que casais que trabalham juntos podem criar maior conexão porque dividem as mesmas angústias e as mesmas alegrias e, muitas vezes,  têm  dentro de casa menos disputa de autoridade ou hierarquia. 
LUCIANO SALAMACHA
 

 Salamacha é Mestre em Engenharia de Produção, com MBA em Gestão Empresarial e Pós-Graduação em Gestão Industrial. É palestrante, professor em programas de Pós-Graduação e Mestrado em instituições de ensino no Brasil, Argentina e EUA. Docente no Instituto Olímpico Brasileiro e na FGV Management, onde foi por sete anos considerado o melhor professor de Estratégia de Empresas nos MBAs, e um dos poucos professores que foram laureados para o Quadro de Honra de Docentes.  Fundador da Escola do Pensar da ESIC Internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *