Mooca é 2º região com mais moradores de rua da capital

O censo realizado pela Prefeitura de São Paulo em 2019, que tem objetivo de verificar o número total de pessoas em situação de rua, apontar e orientar a criação de políticas públicas para atender essa parcela da população da cidade, informou que o bairro da Mooca, na zona leste de São Paulo, é a segunda região da capital com maior número de moradores de rua.
De acordo com o levantamento, foram identificadas 24.344 pessoas em situação de rua na cidade de São Paulo, e percebeu-se que a Mooca era a segunda região da capital com o maior número de moradores de rua, perdendo somente para a região central,  além de também ser a campeã de acolhimentos à pessoas que vivem nessa condição de rua .
Segundo a prefeitura, os viadutos Antônio de Paiva Monteiro e Dom Luciano Mendes de Almeida, onde foram instaladas pedras para evitar que moradores de rua se abrigassem, e que já estão sendo retiradas após a repercussão negativa, recebem o monitoramento diário do SEAS Mooca, que é o Serviço Especializado se Assistência Social da Prefeitura de São Paulo.
Sobre o tratamento e atendimento das pessoas em situação de rua, a Prefeitura de São Paulo disse que desde março de 2020, ampliou os serviços aos moradores em situação de rua por meio da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (SEAS) com 1.969 novas vagas, incluindo hospedagem de idosos em hotéis durante a pandemia.
Além disso, o poder municipal destaca a “Ação Vidas no Centro”, um projeto que oferece sanitários, banhos e lavanderias, para pessoas em situação de vulnerabilidade na região do Centro Histórico.  De acordo com a prefeitura, a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania também distribuiu, na pandemia, mais de 2 milhões de refeições e 222 mil litros de água, em parceria com restaurantes credenciados, inclusive na região da Mooca. O poder público municipal concluiu afirmando que a população pode ajudar solicitando uma abordagem social pela Central 156.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *