La La Land – Cantando Estações | Críticas de Cinema – Efrem Pedroza

     O filme mais premiado no Golden Globe Awards deste ano, “La La Land: Cantando Estações”, finalmente estreou para a felicidade daqueles que tanto queriam apreciá-lo. Sim, este é o termo mais apropriado. Gosto da ideia de “apreciar”, porque “La La Land” foi feito para ser contemplado.

    Começando pelo diretor, Demian Chazelle, que dirigiu o sensacional “Whiplash”, e que ousa em seu segundo filme de forma tão deslumbrante. A começar pelo início do filme com um plano sequência estarrecedor e que prova aos críticos a capacidade de Chazelle… Um diretor jovem e arrisco dizer sem medo, consolidado. Repleto de referências do gênero e homenagens aos grandes clássicos do cinema, o verdadeiro ponto alto do filme é o filme e si. É tão empolgante que confesso ter me emocionado dessa maneira apenas em “Cantando na Chuva”.

    Falemos um pouco sobre a história do filme. Sebastian (Ryan Gosling) é um pianista de jazz que chega em Los Angeles e conhece Mia (Emma Stone), uma atriz em início de carreira. Os dois se apaixonam e em meio a árdua batalha para obterem sucesso em suas respectivas carreiras, ambos tentam conciliar o amor e a busca incessante pelo sucesso. Já que falamos em Ryan Gosling e Emma Stone é preciso destacar a “química” entre eles. É envolvente, engraçado, vibrante… É simplesmente puro prazer de atuações e cores.

     “La La Land” é um filme que brinca com a câmera, capturando cada simples detalhe envolto em emoção e beleza. A trilha sonora é soberba e o longa é uma mistura do clássico com o contemporâneo, dando um ar completamente original a um filme que resgata com propriedade a aura e brilhantismo dos grandes filmes musicais que marcaram época.


La La Land – Cantando Estações – Nota: 5,0

O critério de notas é estabelecido da seguinte forma:

0,0 = péssimo

1,0 = ruim

2,0 = regular

3,0 = bom

4,0 = ótimo

5,0 = excelente

Confiram a crítica completa no blog: efrempedroza.blogspot.com.br

Facebook: Efrem Pedroza – Cinema e Cultura Nerd

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *