Kubo e as Cordas Mágicas | Críticas de Cinema – Efrem Pedroza

    Em .”Kubo e as Cordas Mágicas”, um garoto (Kubo) que vive com sua mãe pacificamente em um vilarejo japonês se depara com um espírito opressor que começa a persegui-lo, enviando monstros e divindades que não o deixam em paz. Kubo só tem um forma de vencer o espírito do mal e seus comparsas… Encontrando a armadura mágica de seu pai, um antigo guerreiro samurai.

    A produtora (Laika) vai na contramão do que as demais exploram em suas animações. Opta pelo clima mais sombrio e complexo de forma a, quase sempre, nunca atingir um sucesso arrebatador de bilheteria em suas obras cinematográficas. Mesmo com escolhas audaciosas, a Laika já provou sua competência com “Coraline” (2009) que transmite uma mensagem de forma inocente, simples, porém sombria, apostando na capacidade das crianças em absorver o conteúdo de forma inteligente.

    Adultos e crianças definitivamente vão embarcar nessa aventura que desafia nosso herói, Kubo, a enfrentar diversos obstáculos, tornando seu trajeto edificante e inspirador. Um verdadeiro deleite em todos os sentidos. Beleza em forma de conto… conto em forma de animação. Espada e magia…. Uma excelente história para ser vista sempre!


Kubo e as Cordas Mágicas – Nota: 5,0

O critério de notas é estabelecido da seguinte forma:

0,0 = péssimo

1,0 = ruim

2,0 = regular

3,0 = bom

4,0 = ótimo

5,0 = excelente

Confiram a crítica completa no blog: efrempedroza.blogspot.com.br

Facebook: Efrem Pedroza – Críticas de Cinema e Cultura Nerd

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *