Governo de SP regride estado à fase vermelha da quarentena

Recorde de óbitos e risco eminente de colapso no sistema de saúde com aumento da taxa de ocupação de leitos de UTI para Covid-19 fazem Governo endurecer medidas em todo estado.

No início da tarde desta quarta-feira (3), o Governador de São Paulo, João Doria regrediu todo o estado à fase vermelha, a mais restritiva da quarentena. A medida começa a vigorar à  partir da meia noite de sábado (6), e deve permanecer até o dia 19 de março.
“Estamos em São Paulo e no Brasil à beira de um colapso. Exige medidas coletivas e urgentes (…) Por este motivo nós estamos atendendo a recomendação do centro de contingência e reclassificando todo o estado de SP para a fase vermelha a partir das 0h de sábado”, disse Doria.
Como medida adicional desta fase mais restritiva, também foi antecipado para as 20h, o início do “toque de restrição”. Que tem como objetivo limitar a circulação de pessoas nas ruas, agora e até a validade da fase vermelha no estado, das 20h às 5h. Anteriormente ao anúncio atual, o horário de restrição de circulação era das 23h as 5h.
A regra autoriza o funcionamento de padarias, mercados e farmácias, além de escolas e igrejas, que foram incluídas na lista de serviços essenciais por meio de decretos estaduais.
A mudança na classificação do estado ocorre para tentar conter o avanço da pandemia no país, após São Paulo bater recorde de mortos por Covid-19 e internados com a doença. O estado nesta semana bateu o recorde de óbitos em 24h, com 468 óbitos, o maior desde o início da pandemia da Covid-19.
As determinações de endurecimento da quarentena atendem o pedido do Centro de Contingência do Coronavírus e dos prefeitos do estado, que, em reunião na última terça-feira (2), pediram ao governo estadual a implementação de medidas mais restritivas para reduzir a circulação de pessoas e impedir o avanço ainda maior da doença e assim evitar um colapso no sistema de saúde dos municípios e estado de São Paulo.
Desta forma, a partir de sábado (6), apenas serviços essenciais poderão funcionar em todo o estado. Medida ficará em vigor por duas semanas, no horário das 20h às 5h, com  recomendação para que as pessoas evitem circular nas ruas .
Na atual configuração da fase vermelha, as escolas podem continuar recebendo alunos com o limite máximo de 35% da capacidade.
Porém, diante do atual cenário de avanço da disseminação da Covid-19, funcionários de escolas e profissionais da área da educação chegaram a fazer uma manifestação, em frente à sede da Prefeitura de São Paulo, pedindo a suspensão das aulas presenciais na capital paulista.

O que pode funcionar na fase vermelha?

Farmácias, Mercados, Padarias, Açougues, Postos de combustíveis, Lavanderias, Meios de transporte coletivo, como ônibus, trens e metrô, Transportadoras, Oficinas de veículos, Atividades religiosas, Escolas, Hotéis, Pousadas e outros serviços de hotelaria, Bancos, Pet shops, Serviços de delivery ou entregas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *