Doria e Covas cancelam ponto facultativo de carnaval em SP

Os poderes municipal (capital) e estadual de São Paulo, decidiram não conceder o ponto facultativo nos dias de Carnaval em 2021. A decisão atendeu as recomendações do Centro de Contingência do Coronavírus.
O cancelamento ocorreu com o objetivo de se evitar aglomerações, diante do aumento de casos da covid-19 no estado e sobretudo na capital paulista.
“Não teremos feriado do carnaval em todo estado. Porque essa é a recomendação do centro de contingência, com 20 médicos e especialistas, para manter sob controle expansão da pandemia. O objetivo é evitar aglomerações, festas e encontros e, com isso, proteger vidas”, explicou o governador de São Paulo.
Com isso, o feriado ficará  suspenso nas repartições e serviços públicos, que terão expediente regular nos dias 15, 16 e 17 de fevereiro. Os desfiles das escolas de samba e dos blocos de rua foram cancelados pelo prefeito da capital, Bruno Covas (PSDB), como medida para as evitar a proliferação do coronavírus.
“Estamos na segunda onda de covid. Não é razoável que festividades venham acontecer em um momento tão trágico. Não estamos impedindo pessoas de viajarem, mas não teremos feriado de Carnaval”, acrescentou o governador.
O secretário de Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo, Marco Vinholi, declarou que o governo estadual está ampliando a rede de leitos de UTI e o governo federal tem diminuído, mesmo com a evolução da pandemia no interior. Desta forma, medidas restritivas estão sendo adotadas, todas para barrar a expansão da doença no estado de São Paulo, como inclusive essa que cancelao ponto facultativo de carnaval
“O Governo toma decisão por entender que pela saúde é o mais correto. Prefeituras também têm essa prerrogativa. A prefeitura da capital também tomou essa decisão e nossa recomendação é que sigam essa prerrogativa”, disse Vinholi.
Em outros estados e capitais o feriado de Carnaval também foi cancelado, como em Pernambuco e Minas Gerais, que  anunciaram a suspensão para conter o aumento dos casos de covid-19.
Nos estados do Maranhão e do Piauí, por exemplo, seus governadores editaram decretos que proíbem todas e quaisquer tipo de festividades de carnaval.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *