Covas estuda antecipar feriados para aumentar distanciamento e restringir circulação na capital paulista

Medida visa também evitar a superlotação no transporte coletivo na cidade e deverá ser a última tentativa de conter o aumento de casos da Covid-19 e diminuir a taxa de ocupação de leitos hospitalares, antes de adotar um lockdown com a paralisação do transporte público

Sem conseguir até o momento diminuir os números de novos casos de Covid-19, bem como de óbitos e sobretudo com o esgotamento dos leitos hospitalares em muitos hospitais da capital paulista, e diante do registro da primeira morte oficial de paciente aguardando leito de UTI em um hospital na zona leste de São Paulo, o prefeito Bruno Covas, discute com sua cúpula e com o governo do estado medidas efetivas para aumentar o distanciamento social e diminuir a circulação das pessoas neste período, que é o mais crítico desde o início da pandemia.
Dentre as medidas estudadas, está a antecipação de feriados, como já foi feito ano passado durante a primeira onda da doença.
A ideia é que antecipando feriados, as pessoas possam ficar dias seguidos em casa , sem ter que circular e sem ter que por exemplo, se deslocar de casa para o trabalho, utilizando o transporte público, que vem registrando superlotação diária, mesmo durante a fase emergencial do Plano SP.
Esta medida seria um estágio e uma última tentativa antes da adoção de um lockdown, com a suspensão do funcionamento do transporte público em toda cidade de São Paulo. Medida radical, mas que não está descartada e que poderá ser adotada, caso os números referentes a Covid-19, e sobretudo os das taxas de ocupação de leitos para tratamento da doença não apresentem melhora.
No momento a taxa de ocupação de leitos para tratamento da Covid-19 na capital paulista é de 88%.
Todas as medidas estão em passo de estudo e análise pelas autoridades municipais ( capital) e estaduais, e segundo informações, ainda nesta quinta-feira (18), as autoridades devem se pronunciar a respeito do assunto e divulgar novas informações e possíveis decisões e ações a serem adotadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *