Cachorro envenenado – o que fazer?

Saber lidar com um animal envenenado é de suma importância para todos os tutores. Infelizmente, o envenenamento de pets não é uma ocorrência incomum
O cães não estão suscetíveis apenas à maldade de alguns humanos, que podem cometer essa crueldade propositalmente, mas também aos perigos que se encontram dentro de nossa própria casa.
Além do envenenamento causado por venenos, como os normalmente utilizados contra roedores e baratas, os animais podem se intoxicar com produtos de limpeza, medicamentos (tanto humanos como veterinários),  alimentos e, até mesmo, plantas aparentemente inofensivas. Por essa razão, é necessário mantê-los longe do alcance deles.
Quais sintomas um animal envenenado pode apresentar?
Os sintomas podem variar de acordo com o porte do animal, a via de envenenamento (tópica ou oral) e a substância causadora da intoxicação. No entanto, é importante ficar alerta para os seguintes sinais:
salivação excessiva; vômitos e diarreias que podem ou não conter sangue;
pupilas dilatadas ou muito contraídas, tremores, paralisias, convulsões, dificuldade de movimentação e desorientação; apatia
dor; febre; sangramentos; sede excessiva; micção excessiva;
dificuldade de respiração;  tosse; alteração na cor das mucosas (língua azulada por exemplo)
inchaços e vermelhidão na pele;
Como agir em casos de envenenamento?
O primeiro passo é, sem dúvidas, acionar um veterinário o quanto antes. A agilidade no atendimento faz toda a diferença nesses casos.
Lembre-se de não oferecer nenhum tipo de alimento ou água para o animal, pois algumas substâncias podem potencializar o efeito do veneno em vez de retardá-lo. Caso a intoxicação tenha ocorrido por via tópica, é importante lavar o local com muita água à temperatura ambiente e eliminar o agente do corpo do cão.
Se o veneno for identificável, guarde o frasco e leve-o consigo ao veterinário. Caso esteja se comunicando por telefone com o médico responsável, informe a ele qual foi a substância causadora, para que o antídoto correto seja administrado o mais rápido possível.
É muito importante manter a calma em caso de envenenamento, e não colocar a própria saúde em risco. Portanto, usar luvas para evitar o contato direto com a substância, remover o animal do local da intoxicação etc, enquanto o contato com o médico veterinário é realizado, é de grande importância.
Como funciona o atendimento emergencial?
O diagnóstico de envenenamento é baseado nos sinais clínicos, no histórico do animal e em alguns testes laboratoriais, como exames de sangue e de urina. O médico veterinário avaliará os parâmetros anteriormente descritos como: estado de consciência, frequências respiratória e cardíaca, diâmetro pupilar, temperatura corporal e pressão arterial,
Como muitas vezes o agente causador não é conhecido, o tratamento emergencial consiste, primeiramente, na estabilização dos sinais vitais do animal.
Nessa fase, as funções respiratórias e cardíacas são controladas com a administração de oxigênio e de fluidos. Outros procedimentos feitos incluem: indução do vômito, utilização de carvão ativado, lavagem gástrica e aumento da metabolização, para que tudo seja excretado rapidamente.
Quando o veneno é conhecido, o antídoto é dado. Em casos de intoxicação tópica, a higienização correta do local é feita.
É importante ressaltar que nenhum destes procedimentos deve ser realizado pelo tutor em casa sem orientação do médico veterinário, afirma a Dra. Livia Romeiro do Vet Quality Centro Veterinário 24h.
Em seguida, caso seja necessário, o animal será monitorado e medicado. Exames posteriores podem ser requisitados para avaliar o estado geral de saúde do pet, e a internação pode ser recomendada em alguns casos.
Os cães são animais curiosos, exploradores e que adoram brincar com objetos diferentes, o que os torna alvos mais comuns do envenenamento.
Os gatos, devido sua natureza mais “reclusa” costumam ser intoxicados por seus tutores, que, inadvertidamente, administram medicamentos, ou mantem plantas tóxicas em casa. Mais uma vez, é importante consultar o médico veterinário quando houver dúvidas neste tópicos.
Mantenha os perigos longe dos cães e gatos! Em caso de suspeita de envenenamento, corra imediatamente para um veterinário. A rapidez pode fazer toda a diferença entre a vida e a morte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *