Butantan negocia compra de mais 20 milhões de doses da Coronavac

O Instituto Butantan está negociando a compra de mais 20 milhões de doses da vacina CoronaVac com o laboratório chinês Sinovac, além das 100 milhões já acordadas para entrega até setembro, disse o governador de São Paulo, João Doria (PSDB).
“Eu autorizei o doutor Dimas Covas, presidente do Instituto Butantan, para que fizesse um pedido de compra de mais 20 milhões de doses da vacina à Sinovac, além das 100 milhões já demandadas”, disse Doria em  entrevista coletiva, concedida no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo estadual.
O Butantan firmou contrato com o Ministério da Saúde para entregar até abril, 46 milhões de doses da CoronaVac. A vacina foi testada no Brasil pelo instituto ligado ao governo paulista, e aguarda a assinatura do contrato de confirmação da opção de compra pelo ministério de mais 54 milhões de doses até setembro.
O contrato deverá ser assinado até a próxima semana e uma nova fábrica está sendo construída para a produção completa da vacina pelo Butantan, que deve iniciar a fabricação em escala da vacina.
De acordo com o governo estadual, os 20 milhões de doses atenderiam a demanda no período entre setembro e janeiro. Doria se dia confiante de que a compra será efetivada.
“Está na etapa de negociação, mas o laboratório Sinovac tem sido um bom parceiro, muito correto e muito solidário às nossas necessidades aqui do Brasil, e não tenho dúvida nenhuma de que nos atenderá nessa solicitação”, afirmou o governador.
Depois de um atraso na entrega dos insumos da CoronaVac, o Butantan recebeu na noite da última quarta-feira (3) o IFA, matéria prima para fabricação de 8,6 milhões de doses da vacina. Na próxima semana, no dia 10, deverá chegar ao Brasil um novo lote de insumos, dessa vez para a produção de mais 8,7 milhões de doses do imunizante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *