Bruno Covas fecha São Paulo e vai ao maracanã ver seu time do coração

O prefeito de São Paulo Bruno Covas (PSDB) esteve na final da Libertadores da América no Maracanã entre Santos e Palmeiras neste sábado (30). Ele pôde ser visto na arquibancada do estádio, com a camisa do time alvinegro.
Bruno, um dos maiores incentivadores do “fica em casa”, que após vencer as eleições e se reeleger como prefeito de São Paulo, aumentou seu salário e de seus secretários em 45% , cortou a gratuidade de idosos no transporte público da cidade e fechou todo o comércio, gerando prejuízo a comerciantes e desemprego à muitos trabalhadores, foi participar da partida e se aglomerar com outros cerca de dois mil “convidados” da Conmebol. Um contrassenso e uma atitude no mínimo hipócrita, já que vai na contra mão de tudo que Bruno Covas pregou e impôs aos cidadãos paulistanos.
A partida aconteceu sem público pagante e  estiveram presentes nas arquibancadas da vitória do Palmeiras por 1 a 0 apenas convidados pelos organizadores.
Covas se afastou momentaneamente do cargo de prefeito, pois pediu licença no último dia 18 para se recuperar de uma radioterapia, parte do tratamento de um câncer digestivo que ele trara desde 2019. No momento , a cidade de São Paulo está sendo administrada pelo vice-prefeito Ricardo Nunes (MDB).
Questionada, a Prefeitura de São Paulo informou que a licença de Bruno Covas expira no domingo (31).
Vale lembrar que neste final de semana, passou a vigorar uma nova política adotada pelo governo paulista, que coloca o estado de São Paulo na chamada “fase vermelha” do plano de reabertura, em que apenas serviços essenciais podem permanecer abertos.
A medida vale para os dias inteiros nosfinais de semana e no período das 20h as 6h nos dias úteis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *