Bolsonaro teme distúrbios sociais e consulta Forças Armadas sore contingente para conter possíveis revoltas populares

Nesta quarta-feira (7),  presidente Jair Bolsonaro disse ter discutido com as Forças Armadas sobre a existência de contingente no País para conter  passíveis distúrbios sociais no caso de um agravamento da crise causada pela epidemia de covid-19.
O presidente voltou a afirmar que teme problemas “gravíssimos” causados pelas restrições de circulação.
Não é a primeira vez que Bolsonaro demonstra preocupação e insiste na idéia de que pode haver saques e revoltas populares causadas pela falta de empregos e renda por conta da crise econômica gerada pela pandemia da Covid-19 no Brasil.
Durante visita a cidade catarinense de Chapecó, Jair Bolsonaro voltou a dizer que o “nosso Exército” não será usado para obrigar as pessoas a ficarem em casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *