Bancos entram em greve nesta terça-feira. Saiba o que fazer

São Paulo – Por reajuste salarial, bancários de todo o país entram em greve nesta terça-feira (6) por tempo indeterminado. A decisão obriga consumidores a buscarem alternativas às agências para o pagamento de contas, por exemplo.

De acordo com a associação de consumidores Proteste, a greve não pode ser uma justificativa para atrasar pagamentos. Por isso, é necessário ficar alerta à data de vencimento das contas e procurar um meio alternativo para quitá-las, evitando problemas futuros.

A Proteste e o Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) dão dicas para manter as contas em dia e continuar a usar os serviços bancários mesmo durante a paralisação:

1) Verifique se a agência participa da greve

Em primeiro lugar é necessário se informar se a agência bancária utilizada aderiu à paralisação: algumas agências podem continuar operando, ainda que de forma parcial.

Caso a agência esteja paralisada, o Idec aconselha o consumidor a entrar em contato com o Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) do banco e perguntar se há outra agência próxima operando que possa atendê-lo.

2) Pague contas pelo telefone ou de forma eletrônica

Além de realizar o pagamento de contas na boca do caixa da agência bancária, o consumidor pode quitar os valores por telefone, pela internet e também nos caixas eletrônicos, que continuam funcionando durante a paralisação.

Nesses casos, é  indicado solicitar e guardar comprovantes de pagamento, diz o Idec. Se o pagamento for feito pela internet, o comprovante pode ser impresso ou salvo no computador ou celular. Pelo telefone, o consumidor deve anotar o número do protocolo de atendimento.

3) Busque outros estabelecimentos

Contas de serviços públicos como água, luz e telefone também podem ser pagas em casas lotéricas e estabelecimentos conveniados ao banco, como supermercados, por exemplo. Para não atrasar pagamentos, vale a pena buscá-los, indica o Idec e a Proteste.

Enquanto a Caixa tem convênio com as lotéricas, o Banco do Brasil tem convênio com os Correios. Já o Bradesco tem parceria com os supermercados Extra, Compre Bem, Pão de Açúcar e Barateiro,

4) Negocie com o credor

Caso nenhuma das alternativas anteriores seja viável, o consumidor pode entrar em contato com o credor e pergunte se existem outras maneiras de pagar a conta ou verificar se a data de vencimento do débito pode ser prolongada.

Se o pagamento for realizado diretamente com a empresa, ou em outro local, é importante solicitar um recibo do pagamento.

De acordo com o Idec, é responsabilidade do fornecedor oferecer diversos meios para que o consumidor realize pagamento de bens e serviços, pois isso faz parte do exercício da atividade comercial.

Caso não disponibilize alternativas para realização do pagamento, o credor não poderá impor ao consumidor qualquer penalidade pelo atraso na quitação do valor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *