Avião cai no mar da Indonésia com 189 pessoas a bordo

PAKISJAYA, Indonésia (Reuters) – Uma aeronave da Indonésia com 189 pessoas a bordo caiu no mar nesta segunda-feira quando tentava retornar para a capital Jacarta, de onde havia decolado minutos antes, e provavelmente não há sobreviventes, disseram autoridades.

O voo JT610 da Lion Air, um Boeing 737 MAX 8 quase novo, rumava para Pangkal Pinang, capital da região mineradora de Bangka-Belitung. Autoridades de resgate disseram ter recuperado alguns restos humanos no local da queda, a cerca de 15 quilômetros do litoral.

A Indonésia é um dos mercados da aviação que crescem mais rápido no mundo, mas tem um histórico considerável de acidentes. Se todos a bordo tiverem morrido, a queda terá sido o segundo pior desastre aéreo do país desde 1997, disseram especialistas da indústria.

O piloto havia feito um pedido para voltar à base, conhecido como RTB, depois que o avião decolou de Jacarta, tendo perdido contato com a terra depois de 13 minutos.

“É correto que um RTB foi solicitado e havia sido aprovado, mas ainda estamos tentando entender o motivo”, disse Soerjanto Tjahjono, chefe do comitê de segurança dos transportes da Indonésia, aos repórteres em referência ao pedido do piloto.

“Esperamos que a caixa preta não esteja longe da maior parte dos destroços para que possa ser encontrada logo”, disse, referindo-se ao gravador de voz da cabine e do gravador de dados do voo.

O chefe da agência de busca e resgate, Muhmmad Syaugi, havia dito mais cedo em uma coletiva de imprensa que nenhum sinal de socorro foi recebido do transmissor de emergência da aeronave.

Yusuf Latief, porta-voz da agência nacional de busca e resgate, disse que provavelmente não há sobreviventes.

Ao menos 23 servidores do governo, quatro funcionários da mineradora de estanho estatal PT Timah e três funcionários de uma subsidiária da Timah estavam no avião. Uma autoridade da Lion Air disse que havia um passageiro italiano e um piloto indiano a bordo.

O avião caiu em águas cuja profundidade varia entre 30 e 35 metros. Itens como fones de ouvido e coletes salva-vidas foram encontrados, assim como partes de corpos.

Ambulâncias se enfileiraram em Karawang, na costa leste de Jacarta, e a polícia estava preparando botes de borracha, disse um repórter da Reuters. Barcos de pesca estavam sendo usados para ajudar com as buscas.

Edward Sirait, executivo-chefe do Lion Air Group, disse aos repórteres que a aeronave havia tido um problema técnico em um voo da ilha turística de Bali para Jacarta, mas que este havia sido “resolvido de acordo com os procedimentos”.

Reportagem adicional de Agustinus Beo Da Costa, Cindy Silviana, Gayatri Suroyo e Fransiska Nangoy, Bernadette Christina em Jacarta, Jamie Freed em Cingapura e Tim Hepher em Hong Kong

Queda de Avião na Indonésia
Queda de Avião na Indonésia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *