Atualizações sobre a Linha 15 Prata

No inicio da semana passada, um leitor do Jornal do Monotrilho entrou em contato com a redação pedindo informações sobre o andamento das obras da Linha 15. William é morador do bairro Jd. Planalto  e reclamou que não havia progresso nas obras da estação que fica próximo à sua casa.

Na mensagem William colocou: “Estou escrevendo essa reclamação porque a estação Jardim Planalto que fica no meu bairro, era pra ser inaugurada com as outras em Abril, porém a previsão de inauguração passou pra Junho, Julho, Agosto, Setembro, estamos no fim do mês e a estação está em “obras”,  sendo que é raridade ver alguém trabalhando la. Enquanto essa estação não é inaugurada, as 4 que foram  funcionam num horário inútil que num ajudam ninguém, no qual somos obrigados a usar os ônibus terminal são mateus e sapopemba, que no horário de pico são um horror, as vezes é preciso esperar 3,4 ônibus passarem pra conseguir entrar num ônibus, é impossível que o metrô vendo isso não tome nenhuma atitude”, disse.

O Jornal do Monotrilho como uma empresa independente das ações do Metrô, entrou em contato com a Assessoria de Imprensa do mesmo para obter uma respostas as colocações de William.

Segundo a Assessoria do Metrô:

“As obras das estações da Linha 15-Prata do monotrilho estão em pleno andamento. A previsão é de que até o final deste ano sejam entregues a estações Jardim Planalto, Fazenda da Juta, Sapopemba e São Mateus. As colunas e vigas que compõem a via permanente por onde passarão os trens do monotrilho da Linha 15-Prata já foram implantadas até a região da estação Jd. Colonial.

Já as estações São Lucas, Camilo Haddad, Vila Tolstói e Vila União, entregues em abril, operam em formato de visita assistida, de segunda a sexta-feira, das 9 às 16h, sem cobrança de tarifa. Esse é um padrão internacional para a abertura de novas estações de metrô e é primordial para a acomodação e maturação dos equipamentos e sistemas. O horário de operação desse trecho será ampliado gradativamente até chegar ao funcionamento pleno, das 4h40 à meia-noite, com cobrança de tarifa, como em todo o restante da rede.”

Alguma dúvida? Entre em contato com a redação do Jornal do Monotrilho que vamos atrás das respostas.

redacao@jornaldomonotrilho.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *